Breaking news

Foto: Reprodução Twitter Time Brasil

Brasil e o tênis de mesa nas Olimpíadas

No Pan-Americano, em Havana, o time masculino ficou com a medalha de ouro e o feminino com a prata, garantindo presença nas Olimpíadas 2024

Desde a estreia do tênis de mesa nos Jogos Olímpicos de Seul em 1988, na Coreia do Sul, o Brasil contou com representantes na competição, porém ainda não trouxe uma medalha ao país nesta modalidade.

No mês de setembro, o Brasil classificou as equipes masculina e feminina para as Olimpíadas de Paris 2024. Cada gênero poderá levar três atletas. As vagas foram conquistadas no Pan-Americano da modalidade, disputado em Havana, capital de Cuba. Os homens ficaram com a medalha de ouro, e as mulheres com a prata no torneio.

Hugo Calderano, Eric Jouti e Vitor Ishiy venceram os três confrontos do quadrangular final contra Canadá, Chile e Porto Rico. Com isso, garantiram o título e a vaga olímpica para o Brasil nas Olimpíadas de 2024.

No feminino, as irmãs Bruna e Giulia Takahashi, Bruna Alexandre e Laura Watanabe formaram o time que venceu Chile e Porto Rico no quadrangular final. Mesmo com a derrota para os Estados Unidos, o Brasil ficou com a prata e pegou a segunda vaga que estava em jogo. Durante os Jogos Pan-Americanos, Vitor Ishiy e Bruna Takahashi conseguiram a vaga para as Olimpíadas na dupla mista.

Hugo Calderano, atual número 5 do mundo, irá brigar pelo inédito pódio nos Jogos Olímpicos de Paris. Em Tóquio, fez o melhor resultado do Brasil chegando nas quartas. O tênis de mesa será disputado na Arena Paris Sul, um centro de exposições e convenções, entre os dias 27 de julho e 10 de agosto de 2024. A primeira final vai acontecer no dia 30 de julho.

1

veja também