Breaking news

Foto: Divulgação / CBG

Ginástica rítmica brasileira conquista bons resultados na etapa de Milão da Copa do Mundo

Além de vice na prova geral de conjunto (olímpica), o quinteto brasileiro foi segundo colocado na prova dos cinco arcos

No dia 23 de junho, o conjunto do Brasil conquistou mais uma medalha, na etapa de Milão da Copa do Mundo de ginástica rítmica. No dia anterior, elas haviam conquistado o vice-campeonato geral na prova olímpica, com a melhor nota do ano. Na prova dos cinco arcos, o quinteto brasileiro ficou na segunda colocação, atrás apenas das italianas. Na prova mista de três fitas e duas bolas, as brasileiras ficaram na quarta colocação.

As italianas marcaram 38.350 pontos, enquanto Duda Arakaki, Victória Borges, Déborah Medrado, Sofia Pereira e Nicole Pircio receberam nota 38.200 na final dos 5 arcos. A China ficou em terceiro lugar com a nota 37.900. Um erro na prova mista tirou a chance de pódio do Brasil, que havia se classificado à final com a melhor pontuação. Com isso, as brasileiras alcançaram apenas a quarta posição, com a nota 31.850, atrás das ucranianas, que tiraram a mesma nota, mas com execução melhor; da França, que foi vice com 32.100 pontos; e da China, que foi campeã com 32.600 pontos.

Na final da prova de fita, Maria Eduarda Alexandre ficou apenas na oitava colocação, com nota 26.000, devido a alguns erros na apresentação. A italiana Sofia Raffaeli foi campeã com 33.950 pontos. Na prova olímpica individual geral, a brasileira foi a nona colocada, somando 130,100 pontos. Pela primeira vez, uma ginasta do Brasil ultrapassou os 130 pontos em uma etapa de Copa do Mundo. Bárbara Domingos, que estará em Paris, não competiu no individual em Milão.

Vale lembrar que, um dia antes, 22 de junho, o Brasil já havia conquistado a segunda prata na prova geral do conjunto, em etapas da Copa do Mundo deste ano.

veja também